Vida alheia

Depois de muitos anos, regravei “Vida alheia“. Tá aí uma composição que tenho orgulho de ter feito. :)

É só dar o Play e curtir… Vida alheia

Anúncios

A gravidade

A vida está corrida, e cada vez tenho menos tempos para as coisas boas da vida, até quando? não sei! Mas, o fato é que quando bate uma inspiração e as palavras martelam na cabeça, estilhaçando sentidos pra todos os lados. Não consigo resistir, e mais uma canção nasce. Foi o caso…

Hoje quero compartilhar com vocês meu novo som que acabou de sair do forno, chamado “A gravidad”.  Não vou explicar pois prefiro que cada um de o sentido da música para a sua vida.

E                            D
A gravidade age em todos os momentos
A                                E
Em uns amenos em outros mais graves
E                                  D
Os agudos enfrentam grandes movimentos
A                              B
Frequentemente suprimidos pelos graves

C#m          B    A                                         E                     
Eu quero mais do que me prende com os pés no chão
C#m          B    A                                B  A  D  A    E
Eu quero mais que uma maça acelerando até o chão

E                            D
Ouvi dizer que a gravidade de hoje em dia
A                                E
Fica menor quando distante do que agia
E                                  D
Por isso o tempo relativo a gravidade
A                              B
Grava com lápis o agravo que havia

E                            D
A gravidez, contra a probabilidade,
A                                E
Da a gravidade o lugar que merecia
E                                  D
Grava pra sempre como numa tatuagem
A                                E
O amor é a massa que a gravidade se rendia