Verdades nuas

Não gosto de explicar as letras das músicas que componho, pois acredito que cada um coloca nela suas vivências, transformando-a no que quiser para si. Mas acho interessante apresentar o contexto em que ela foi feita, o que a inspirou, como foi criada, o processo em si.

Se você só quer ouvir a música, dá um Play e curte!

Mas, se quiser conhecer a história desta música, continue lendo…

Em 06 de dezembro de 2017 recebi uma mensagem pelo WhatsApp, encaminhada para o grupo dos nossos amigos pelo meu irmão do coração Marcelo de Jesus.  A mensagem na integra era a seguinte:

“Diz uma parábola judaica que certo dia a mentira e a verdade se encontraram.
A mentira disse para a verdade:

– Bom dia, dona Verdade.
E a verdade foi conferir se realmente era um bom dia. Olhou para o alto, não viu nuvens de chuva, vários pássaros cantavam e vendo que realmente era um bom dia, respondeu para a mentira:
– Bom dia, dona mentira.
– Está muito calor hoje, disse a mentira.
E a verdade vendo que a mentira falava a verdade, relaxou.
A mentira então convidou a verdade para se banhar no rio. Despiu-se de suas vestes, pulou na água e disse:
-Venha dona Verdade, a água está uma delícia.
E assim que a verdade sem duvidar da mentira tirou suas vestes e mergulhou, a mentira saiu da água e vestiu-se com as roupas da verdade e foi embora.
A verdade por sua vez recusou-se a vestir-se com as vestes da mentira e por não ter do que se envergonhar, saiu nua a caminhar na rua.
E aos olhos de outras pessoas era mais fácil aceitar a mentira vestida de verdade, do que a verdade nua e crua.

Não sei quem é o(a) autor(a) desta história, mas a parábola cumpriu sua função e simplificou o paradoxo do mentiroso e as perspectivas sobre o que é verdade e mentira.

Imagem relacionada

Segui por semanas refletindo esta história, observando atento no meu dia a dia e de outras pessoas, próximas e distantes, tetando identificar o que era mentira vestida de verdade e o que era verdade nua e crua. Mas, principalmente analisando o que era mais fácil cada pessoa aceitar e conviver (1).

Pensei no conto de fadas que projetamos em nossas vidas, criando expectativas que nunca acontecerão e como isso pode ser frustrante e avassalador em nossas vidas. Ou exatamente o contrário, o quanto o conto de fadas pode motivar-nos na busca por vive-los e nos tornarmos pessoas felizes. Reflito sobre as perspectivas e o desafio de mudá-las constantemente, especialmente a que reflete nosso interior.

Imagem relacionada

Lembrei da Jornada do Herói, traçando um paralelo do conceito do Monomito de Joseph Campbell com a nossa vida real e a vontade que temos de vencer. Mas será que estamos atentos às lições que precedem vitórias e derrotas? Seriam estes apenas conceitos advindos de perspectivas opostas que podem ser invertidas a qualquer tempo?

Bem, este exercício foi de uma profundidade tamanhã em meus pensamentos,  que eu estava me transformando em uma pessoa intolerante, mau humorada, irritada e isso não estava me fazendo nada bem. Certo dia, para ser mais exato, no dia 29 de janeiro de 2018, cheguei em casa com a cabeça cheia, não conseguia parar de pensar e precisava me expressar. Foi quando me ouvi falando o que antigamente dizia para meu irmão do coração Fabiano Rateke:

Está com problemas? que bom!

Faz uma música!!

Foi o que decidi fazer naquele instante. Peguei o violão, a melodia veio instantaneamente. Peguei um papel e escrevi a história real  hipotética de um casal que vivia entre verdades e mentiras. Aí nasceu “Verdades nuas“, uma mistura de pensamentos, reflexões e vivências, próximas e distantes.

pexels-photo-767197.jpeg
(1) Pensando bem agora, até pensei em mudar o nome da música para mentiras vestidas de verdade sabe..  


Verdades nuas (cifra original)

Introdução: Bm7 / F#m / Em / A9  D#º / Bm7 / F#m / Em /  %

Bm7     F#m                   Em          A9  D#º
Ela era alguém sem pretensões
Bm7                F#m                               Em          A9 
Que não imaginava viver grandes paixões
Bm7                    F#m                          Em          A9  D#º
Queria só viver bem, amigos e distrações
Bm7                F#m                               Em          A9
Sorrisos soltos, sinceros magoavam ninguém
Bm7     F#m                   Em          A9  D#º
Ele era alguém sem ambições
Bm7                F#m                               Em          A9 
Queria só ser aceito como “o melhor”
Bm7                    F#m                          Em          A9  D#º
Sem controlar os desejos, sem saber dizer não
Bm7                F#m                               Em          F#m  G  A7 
Olhos brilhantes, palavras iludem multidões

G7+                                             F#m
Em contos de fadas existem vilões (que querem de derrubar)
G7+                                             F#m

A vida também tem “Jornada do Herói”
G7+                                             F#m

O tempo cura e a memória destrói
G                          A7

Prisões de mentiras e verdades nuas

Bm7     F#m                   Em          A9  D#º
Ela tem coração e vê além do olhar
Bm7                F#m                               Em          A9 
Confia a vida nas mãos do seu grande amor
Bm7                    F#m                          Em          A9  D#º
Ele só não vê a carne do coração
Bm7                F#m                               Em        A9  
Diz ter fé em Deus, mas sem nenhum pudor
Bm7     F#m                   Em          A9  D#º
Ela age amor e ele traições (trai sonhos)
Bm7                F#m                               Em          A9
Ela diz que perdoa e ele foge do lar

Bm7                    F#m                          Em          A9  D#º
A verdade liberta eles daquelas prisões
Bm7                F#m                               Em        A9 
Na vida de mentiras ele prefere ilusões

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.